Blog

1

Fique por dentro da análise SWOT

A Diretoria de Qualidade é responsável pela organização do crescimento do CEU e, para isso, utiliza de várias ferramentas para  auxiliar esse processo, uma delas é a análise SWOT.

A análise SWOT foi desenvolvida nos EUA na década de 60 e é hoje um método utilizado por muitas empresas do mundo para a formulação de planejamentos estratégicos, principalmente antes de determinar o futuro da empresa. Ela tem como objetivo analisar as atuais situações que podem influenciar o propósito ou os objetivos da empresa, como, por exemplo, na escolha de uma estratégia ofensiva ou defensiva. Ou seja, ela ajuda a identificar o momento certo para crescer ou o momento no qual a empresa passará por dificuldades.

O nome SWOT significa em inglês: “S” (strenghts) forças; “W” (weaknesses) fraquezas;  “O” (opportunities) oportunidades  e “T” (threats) ameaças , sendo que essas áreas são separadas, respectivamente, pela análise interna e externa dos elementos que influenciam uma empresa.

Forças (interno): são elementos que trazem benefícios para o negócio e que estão sob o controle da empresa, como a união da equipe ou uma localização privilegiada. As forças podem ser infinitas, mas é importante focar no que realmente faz a diferença.

Fraquezas (interno): são elementos  que atrapalham o negócio, são características que não ajudam na missão da empresa, como tecnologia ultrapassada ou produto de baixa qualidade.

Oportunidades (externo): são situações fora do ambiente da empresa que podem acontecer e afetar positivamente o negócio, como uma nova lei ou um produto complementar.

Ameaças (externo): são situações  que podem atrapalhar e, assim como as oportunidades, estão fora do controle, como a escassez de mão de obra.

E aí? Seu negócio já tem uma análise SWOT? Se sim, busque sempre atualizá-la e, se não tiver, não perca tempo! Estruture suas forças, fraquezas, oportunidades e ameaças para desenvolver ainda mais sua empresa.

#FicaADica

Diretoria de Qualidade

Deixe um comentário

*